maio 20 2018 0Comentário

A história dos Anéis de compromisso

Vem aí o DIA DOS NAMORADOS!

Acompanhe nossos posts…

 

O termo aliança (bérith em hebraico) possui o sentido de compromisso ou de pacto, o anel nupcial. Este significado também é encontrado nas duas palavras gregas: diathéke e synthéke e nas latinas: foedus e testamentum.

Do latim alligare, o significado original da palavra aliança era “compor, ligar-se a”. No português medieval, a palavra ganhou o sentido de comprometimento mútuo, e, já no século XIII a palavra aliança passou a representar também o laço matrimonial que uniria duas famílias. Hoje, mais do que formalizar uma união, alianças simbolizam a celebração do amor, do romantismo e do compromisso.

Circular, sem começo nem fim, o anel é o símbolo dos ciclos, da eternidade e da união, além de servir como instrumento para designar altos cargos, prestígio e poder. É assim há muitos séculos, desde tempos remotos.

O anel serve essencialmente para indicar um elo, o signo de uma aliança, de um voto, a ambivalência desse símbolo provém do fato de que o anel une e isola ao mesmo tempo. Os antigos egípcios, a mais de 2.800 a.C., foram os pioneiros de um dos maiores símbolos do compromisso atual.

 

A origem do costume dos casais de usarem aliança tem várias versões, vamos conhecer algumas delas… 

 

 

Deixe seu comentário