agosto 31 2018 0Comentário

Mas afinal o que é lapidar uma Pedra e para que serve ?

Agora que já sabemos a Dureza de nossas Gemas vamos escolher a melhor Lapidação ?

Mas afinal o que é Lapidar uma Pedra e para que serve ?

Lapidar é cortar a superfície de uma Gema em diversas faces planas conhecidas como facetas. Esta técnica requer uma grande experiência conhecimento do artesão ou lapidador, cujo o objetivo é mostrar as melhores características das Gemas, levando em conta sua cor, clareza e peso.

Este processo que transforma uma pedra bruta em uma linda e valiosa gema. Cada forma de talhar uma pedra resultará em uma joia com diferente aspecto estético, pois, além do formato em si, a
lapidação também irá definir o brilho, a cor e a transparência da gema. O valor de uma joia também é definido pela lapidação, devido ao grau de dificuldade e da experiência dos lapidadores, os
profissionais de uma antiga e tradicional profissão.

PODEM-SE DIFERENCIAR 2 GRUPOS DE LAPIDAÇAO :

LAPIDAÇÕES FACETADAS, COM FACETAS PLANAS NA MAIORIA DOS CASOS, GERALMENTE UTILIZADAS PARA PEDRAS TRANSPARENTES.

As pedras que recebem uma lapidação facetada são sempre muito brilhantes e angulares, chegando a mais de 58 facetas — o que aumenta a reflexão da luz em seu interior, criando uma joia muito brilhante. Os diamantes são as pedras mais comumente lapidadas com essa técnica.

CABOCHÕES, COM SUPERFICIES CURVAS, USADOS HABITUALMENTE EM PEDRAS FOSCAS, TRANSLÚCIDAS OU PARA RESSALTAR EFEITOS ÓPTICOS ESPECIAIS (OLHO DE TIGRE, CORAL,PEDRA DA LUA, ETC).

 

 

TIPOS DE LAPIDAÇÃO NO MERCADO E SUA NOMENCLATURA

 

Agora para falar de uma das Gemas mais amadas do Mundo “O DIAMANTE” os tipos de lapidação são ainda mais elaborados.

O corte é extremamente importante, pois é ele que define o brilho do Diamante e é a única característica que depende do homem, mais precisamente dos lapidadores. Dentre as formas mais comuns no mercado estão esmeralda, triangular, coração, redonda (mais conhecida como “lapidação brilhante”, que é a mais popular) e princesa.

DIAMANTE OU BRILHANTE ?????

A maioria das pessoas confunde a lapidação Brilhante com a Gema Diamante e, hoje em dia, o Diamante é conhecido como Brilhante, o que é um erro. Diamante é a pedra propriamente dita e Brilhante é uma forma de lapidação do Diamante. Esta lapidação foi criada por Marcel Tolkowski em 1919 e é considerada perfeita, pois exibe 57 ou 58 facetas harmônicas e simétricas. Ela ainda possui os melhores resultados em termos de brilho e dispersão da luz.

Hoje, o brilhante é a lapidação mais comum de diamantes. Se você ouvir que um determinado anel possui 15 brilhantes, quer dizer que ele possui 15 diamantes. Mas, lembre-se: todo brilhante é um diamante, mas nem todo diamante é um brilhante.

Existe, no caso de diamantes pequenos, a famosa lapidação 8/8 (oito oito), que possui menos facetas que a lapidação brilhante e brilha menos, tendo menor valor no mercado.

No quesito técnico, os especialistas levam em consideração os

4cs no Diamante:
1 –Corte /Lapidação
2 –Claridade /Pureza
3 – Cor
4 –Quilates / Peso

 

Veja como a Lapidação foi evoluindo nas Épocas:

Este fator também é levado em consideração em uma avaliação na Gema.

Pronto agora você já sabe como escolher sua Gema!

 

Aproveite!

 

Deixe seu comentário