Gargantilha Hamsá com Olho Grego

R$ 49,90

  Informações sobre o Pingente:

  • Mão Hamsá 15 x 20 mm com Olho Grego ao centro
  • Composição: resina e latão
  • Banhado em metal nobre hipoalergênico: Ródio ou Ouro

Opções de Finalização:

  • Corrente banhada em metal nobre hipoalergênico: Ródio ou Ouro
  • Material: latão

Cuidados: Produtos químicos podem reagir com as peças e alterá-las. Guarde-a em local apropriado; não deixe sobre a pia; não use para ir à academia, praia, piscina e similares; não aplique perfumes, cremes, sabonetes e similares. O Cristal é uma peça frágil, guarde-o em local seguro e com superfície forrada, afim de não lascar ou danificar o efeito.

2 em estoque

REF: 5032 Categorias: ,

Gargantilha Hamsá com Olho Grego

Gargantilha Hamsa com Olho Grego, Importado. O Olho grego é um talismã contra a inveja e o mau-olhado, é também conhecido como um símbolo da sorte e funciona contra energias negativas. O olho grego existe há muito tempo, e era utilizado em rituais da religião islâmica, mas foi adotado por católicos também. O símbolo também é muito encontrado em países árabes, como Grécia, Irã e Armênia. Acredita-se o olho grego tem o poder de absorver energias negativas, além de proteger a pessoa da inveja.

Hamsá

Hamsá também conhecida como mão de Fátima, é um talismã contra mau-olhado. A Hamsá é uma mão estilizada que representa os 5 níveis da Alma. O órgão/canal através do qual uma pessoa abençoa outra, simbolizando, portanto, bençãos e proteção. Contendo em sua palma a Árvore Sephirótica ou Árvore da Vida, matriz para além do campo físico , está em constante atuação no campo extra-físico independente de termos conhecimentos de sua existência.

Semi Joia

Desde o período Paleolítico até os dias atuais, os adornos são considerados símbolos da personalidade, além de serem grandes destaques ornamentais. Ao longo da evolução da humanidade, foram passando por transformações usando todos os tipos de materiais ali presentes. Dentre eles conchas, cobre, ferro, bronze, ouro, cornalina e muitos outros. Assim, novas técnicas e designers foram sendo criados e aprimorados. Utilizados muito pela nobreza, as joias de metais mais caros passaram a ser misturadas com outros componentes, amenizando a pureza dos metais e se tornando mais acessível para todos. Assim, temos hoje a semi joia.